FECHAR
 
Rádio Web Providência    POPUP
 
PASTORAL INDIGENISTA (CIMI)

PASTORAL INDIGENISTA (CIMI)O Cimi é um organismo vinculado à CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) que, em sua atuação missionária, conferiu um novo sentido ao trabalho da igreja católica junto aos povos indígenas.

Criado em 1972, no auge da Ditadura Militar, quando o Estado brasileiro adotava como centrais os grandes projetos de infraestrutura e assumia abertamente a integração dos povos indígenas à sociedade majoritária como perspectiva única, o Cimi procurou favorecer a articulação entre aldeias e povos, promovendo as grandes assembleias indígenas, onde se desenharam os primeiros contornos da luta pela garantia do direito à diversidade cultural.

Em sua prática junto aos povos indígenas, o Cimi assume como objetivo geral: Testemunhar e anunciar profeticamente a Boa-Nova do Reino, a serviço dos projetos de vida dos povos indígenas, denunciando as estruturas de dominação, violência e injustiça, praticando o diálogo intercultural, inter-religioso e ecumênico, apoiando as alianças desses povos entre si e com os setores populares para a construção de um mundo para todos, igualitário, democrático, pluricultural e em harmonia coma natureza, a caminho do Reino definitivo.

Princípios fundamentais

respeito à alteridade indígena em sua pluralidade étnico-cultural e histórica e valorização dos conhecimentos tradicionais dos povos indígenas;

protagonismo dos povos indígenas, sendo o Cimi um aliado nas lutas pela garantia dos direitos históricos;

a opção e o compromisso com a causa indígena dentro de uma perspectiva mais ampla de uma sociedade democrática, justa, solidária, pluri étnica e pluricultural.

E para esta nova sociedade, forjada na própria luta, o Cimi acredita que os povos indígenas são fontes de inspiração para a revisão dos sentidos, da história, das orientações e práticas sociais, políticas e econômicas construídas até hoje.

Nossa estrutura

O Cimi está estruturado em 11 regionais distribuídos pelo país e um SecretariadoNacional, em Brasília. Cada regional tem uma estrutura básica que dá apoio, orienta ecoordena o trabalho das equipes nas áreas indígenas. O Secretariado Nacional cumpre o papel de articular diversas instâncias em nível nacional e disponibiliza aos missionários, povos indígenas e suas organizações um grupo de assessores nas áreas Jurídica, de Comunicação e Antropológica, além de contar também com uma Assessoria Teológica. No Secretariado funciona também o Setor de Documentação e os setores responsáveis pelo funcionamento cotidiano da entidade, como financeiro, contábil e de transporte.

O Cimi conta com aproximadamente 171 missionários e missionárias, compondo XXX equipes de área localizadas em várias regiões do país. São leigos e religiosos cuja presença solidária, comprometida e inculturada é testemunho da fé na utopia pascal.

São membros do Cimi os leigos e religiosos que atuam de forma direta junto aos povos indígenas; os bispos em cujas Dioceses/Prelazias haja comunidade indígena; os superiores religiosos dos missionários que trabalham junto aos índios; e o bispo responsável pela linha missionária da CNBB.

Além dos missionários e missionárias, o Cimi conta ainda com o trabalho de 50 funcionários e funcionárias e 4 colaboradores voluntários, atuando em diferentes setores administrativos e nas assessorias da entidade.

 

Contato

Coordenador: Rosenilda Nunes Padilha – 9-9923-0425
Tel.: (68) 3224-3787
E-mail.: cimiamazoniao@gmail.com
End.: Rua Rio Grande do Sul, 34 – Centro
Caixa Postal: 274 - Cep: 69.908-092– Rio Branco-AC